Se você ainda não está presente no YouTube, independente se já tem seguidores em outras plataformas ou não, terá de começar do zero. E para começar com o pé direito, vou te mostrar aqui as melhores dicas para criar um canal no YouTube.

Existe muita informação espalhada na internet, o problema é organizar isso de maneira efetiva, fazendo você ter resultados. Por isso, eu separei 9 dicas fundamentais para um canal ter sucesso sem infringir nenhuma política nem termos de uso do YouTube. São 6 dicas estratégicas e 3 dicas operacionais, que seguidas te proporcionarão um crescimento contínuo.

Dicas Estratégicas

1 – Defina um público-alvo

Saber para quem você está transmitindo a sua mensagem é um dos segredos da autoridade. Quanto mais específico, melhor. Qual a média de idade do seu público, são homens ou mulheres em sua grande maioria? Definidos os dados demográficos do seu público, você saberá qual o melhor linguajar usar, mais formal ou informal, terá empatia e será mais respeitado.

Identifique uma pessoa imaginária. Por exemplo, dentro do seu público-alvo, digamos que você definiu que nele predominam homens de 12 a 21 anos. Então crie o seu fã número um. O “José”, de 17 anos que gosta de fazer tal e tal coisas… A partir daí crie seu conteúdo pensando no “José” e crie vídeos somente para ele assistir.

Com isso, poderá usar muitas gírias e até mesmo palavrões. Direcionando sua mensagem para qualquer um, não atingirá ninguém. Direcionando somente para  uma pessoa, milhares se identificarão com seu conteúdo.

Defina um público-alvo

2 – Estude a concorrência

Quem são as pessoas que transmitem a mesma ideia que você? Que falam o que você quer falar? Seus concorrentes são uma bênção, tenha em mente isso. Eles são a sua oportunidade de se destacar.

Assista aos vídeos deles e liste os pontos fortes e fracos de cada um. Com isso, crie vídeos mais completos, pegando uma ideia importante de um e somando à ideia importante de outro. Seja questionador, jamais imitador…

E se você tiver ideias que ninguém ainda falou, melhor. Com certeza juntando essas informações, você será um gênio da criatividade, surgirão muitas ideias para o seu trabalho. E a autoridade, ah a autoridade… Ela virá como bônus pelo seu esforço.

3 – Mantenha sua posição

Defenda sua causa. Se você pensa de determinada maneira, exponha isso. Dessa forma, quem não pensa como você se afastará, mas em contrapartida, os que pensam como você se transformarão em seguidores apaixonados, verdadeiros fãs e até mesmo advogados da sua causa, para quando surgirem os haters, e creia, ele virão e isso é um sinal do sucesso…

As pessoas que ficam em cima do muro e tentam agradar dois lados serão fuziladas por ambos

Lembre-se que estamos em constante evolução e uma consequência natural disso é a mudança, inclusive de opinião. Quando isso acontecer, não tenha vergonha de expor que mudou de ideia. Explique sua decisão, compartilhe seu novo ponto de vista. Você não vai se arrepender. Deixe o ego de lado e seja íntegro com você e com seus seguidores.

4 – Foco no conteúdo

Não se preocupe com quantidade de visualizações, compartilhamentos ou inscritos. Isso é a consequência do seu trabalho. Lembre-se que não existe fracasso e sim desistência. Se está demorando, não desista, continue. Veja o Analytics do seu canal para saber onde pode melhorar ainda mais.

Desistir é sinônimo de fracasso, então, não fracasse. Continue focado no seu conteúdo, no que você pode entregar de melhor para a sua audiência. Dê o seu melhor e mantenha a recorrência sempre, não fique um tempo sem postar nada. Isso faz você perder relevância e essa relevância é conquistada aos poucos. Então não perca o que está lutando para conseguir.

Mais uma vez: Foco no conteúdo, o resto é consequência!

5 – Divida tarefas (faça parcerias)

Hora de ver os concorrentes como parceiros de negócio. Agora que você já analisou alguns concorrentes e já sabe os seus pontos fortes e fracos, por que não tentar contato com aqueles que não são tão bons nas tarefas que você é e solicitar parcerias?

Se você é bom em edição de vídeos e está vendo alguém apanhando nisso, mas sabe que essa pessoa é boa em edição de imagens, por exemplo, por que não trocar os serviços? Assim vocês poderão crescer juntos, economizando tempo de trabalho fazendo somente o que dominam.

Parcerias além de proveitosas são um trampolim de audiência e uma verdadeira escola. Tome a iniciativa e entre em contato com esses possíveis parceiros de negócio, você não irá se arrepender.

6 – Feito é melhor que perfeito, desde que…

Algumas pessoas são perfeccionistas demais e acabam não sendo produtivas e até mesmo nunca tirando projetos importantes do papel. Em contrapartida, existem aqueles que fazem de qualquer jeito.

Eu fico apavorado com a quantidade de “profissionais” que fazem coisas de qualidade duvidosa, muito abaixo da média. Não se esforçam o mínimo possível, parecendo não gostar do que fazem.

A receita é dosar, procurar o meio termo. A frase feito é melhor que perfeito foi criada para pessoas perfeccionistas que não são produtivas por natureza, servindo como alerta para elas agirem. O problema é que outras pessoas estão usando essa frase como desculpa para fazer o pior trabalho possível, em nome do “tempo” e da “pressa”, da “correria”.

Então, por isso eu recriei essa frase:

Feito é melhor que perfeito, desde que isso não seja usado como desculpa para se fazer um trabalho mal feito

Dicas para criar um Canal no YouTube

Dicas Operacionais

1 – Mantenha o ritmo na fala

Evite oscilações na fala, aumentar muito o volume ou baixar demais, a não ser que isso seja feito com um propósito, só irão irritar a sua audiência.

Outro grande vilão é o vício de linguagem. Os vícios devem ser combatidos, os famosos: “e daí”, “tá ligado”, “né”, “hum”, “hãããã”, “eeeee”. Isso é muito irritante, mas é um processo natural. Não deixe de criar conteúdo só porque você tem algum desses vícios. O importante é estar ciente deles e corrigi-los. Crie o costume de se gravar falando. Exponha uma ideia, um pensamento ou raciocínio com o gravador ligado. Em pouco tempo você vai se livrar deles.

2 – Objetividade no assunto

Daí você está gravando, falando muito bem, mas lembra de uma coisa que aconteceu no passado em outra situação e começa a contar… Isso é um pedido implícito para seu público clicar no próximo vídeo.

Seja objetivo, não saia da rota, do tema do vídeo. Não conte histórias que nada tem a ver com o assunto principal.

Fique atento às pausa longas entre uma fala e outra. Essa atitude, ou melhor, falta de, poderá ser um convite ao seu público para trocar de vídeo. Uma dica é cortar todos os grandes silêncios na edição.

3 – Não faça troca de inscritos

Eu só vou prejudicar o seu canal se me inscrever nele e não estiver interessado no conteúdo. O YouTube valoriza a qualidade de inscritos a não a quantidade, ou seja, aqueles inscritos que retornam dão a verdadeira relevância a um canal. Independente de quantidade.

Você poderia comprar 100.000 inscritos, sua relevância ainda seria menor que a de outro canal com 100 inscritos engajados na causa.

Então se eu tivesse que escolher entre todas as dicas para criar um canal no YouTube, com toda a certeza eu diria para você começar em um nicho bem específico, de preferência um subnicho de mercado. Assim, em consequência disso, seus inscritos serão muito colaborativos e defensores da sua causa.

Resumo das dicas

Como o meu amigo Jeffrey Coach me disse uma vez, “nada resiste ao trabalho”. Nunca paro de pensar nessa frase… Então se você quer crescer, coloque todas essas dicas em prática e veja os resultados saltarem aos olhos. Siga também as dicas do próprio YouTube sobre seus primeiros passos.

Sou muito grato a você por ter me acompanhado até aqui e se quiser entender melhor todos esses conceitos aqui abordados, eu preparei um vídeo para que você possa desfrutar mais ainda este conteúdo. Segue o vídeo. Ah, e não deixe de se inscrever no meu canal, ok?  🙂

 

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *